A Cátedra UNESCO em Educação para a Justiça Social comemora seu primeiro aniversário hoje

Exatamente há um ano, em 11 de fevereiro de 2019, Audrey Azoulay, diretora-geral da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) e Rafael Garesse, reitor da Universidade Autônoma de Madri, assinaram um acordo para a criação da “Cátedra UNESCO em Educação para a Justiça Social da Universidade Autônoma de Madri ”.

Após doze meses de existência, a Cátedra se estabeleceu como um espaço multidisciplinar de confluência, onde criatividade, inovação e reflexão são profundamente valorizadas. Além disso, o trabalho realizado por uma equipe comprometida com a transformação social se refletiu no grande volume de atividades realizadas este ano. Essas atividades estão alinhadas com os objetivos das áreas de pesquisa, treinamento, inovação e desenvolvimento e disseminação e divulgação, promovendo um sistema abrangente de Educação para a Justiça Social.

Desde a sua criação, a Cátedra se concentrou no trabalho colaborativo e em rede, participando de reuniões com representantes de organizações ou entidades fora da Universidade, estabelecendo vínculos com aqueles que trabalham para uma Educação para a Justiça Social dentro e fora do país, bem como apoiar a divulgação e organização de grandes eventos no âmbito das diferentes linhas de trabalho.

Pode-se dizer que este primeiro ano de vida nada mais é do que a semente de um projeto ambicioso que busca a formação de sociedades mais justas por meio de uma educação crítica, inclusiva e geradora de agentes de mudança.

Se você quiser saber mais sobre as atividades realizadas até o momento, consulte o Relatorório 2019 (em espanhol).

Related Posts