Trabalho colaborativo e redes

A Cátera promove e faz parte das seguintes redes:

Rede Internacional de Pesquisa em Educação para Justiça Social. Rede composta por sete centros de pesquisa e grupos de universidades da Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Espanha e México que trabalham em colaboração com o objetivo de contribuir para a construção de sociedades mais justas através do desenvolvimento de uma educação para a justiça social.

Rede de Escolas Geminadas pela Justiça Social. Uma rede de centros educacionais de diferentes níveis educacionais (da educação infantil à universidade), onde trabalham na educação, na e para a Justiça Social.

Rede de Pesquisa em Serviço de Aprendizagem em Atividade Física e Esporte para Inclusão Social (RIADIS). Rede de 58 pesquisadores e pesquisadores de 13 universidades espanholas e 10 estrangeiras (duas européias e oito latino-americanas) que compartilham a metodologia Serviço de Aprendizagem (ApS) para aprimorar o conhecimento sobre a inclusão de grupos vulneráveis ​​da atividade física e esportiva.

Redes para uma nova política educacional. Consórcio de grupos e organizações sociais, sindicatos e políticas que levantam a necessidade de uma nova política educacional.

 

Colabore com outros grupos e instituições:

Grupo de pesquisa “Mudança educacional para Justiça Social”. Uma equipe de pesquisa interdepartamental e multidisciplinar da Faculdade de Formação de Professores e Educação da Universidade Autônoma de Madri, composta por uma centena de professores, estudantes de doutorado e profissionais da educação.

Centro de Educação e Pesquisa para a Paz. Centro de educação e pesquisa orientado ao estudo e disseminação sob uma perspectiva multidisciplinar da relação entre conflitos, desenvolvimento e educação. Analisa as principais tendências do sistema internacional e promove a educação para o desenvolvimento e a paz.

Grupo de Pesquisa Transdisciplinar em Transições Socioecológicas (GinTRANS2). Grupo de pesquisa interdisciplinar da Faculdade de Filosofia e Letras da Universidade Autônoma de Madri, dedicado ao estudo das transições socioecológicas.

Grupo de Pesquisa Ensino e Avaliação da Atividade Física e Esporte. Faculdade de Formação e Educação de Professores da Universidade Autônoma de Madri, orientada para pesquisas sobre a qualidade do ensino e avaliação relacionadas à Atividade Física e Esporte, formação de professores em Educação Física e Aprendizagem de Serviços em Atividade Física e Esporte, entre outros.

Grupo Postory: Historiadores, história da Mnemo e artesãos do passado na era Posturística. Grupo de pesquisa focado nas relações dos habitantes dos espaços nos processos de gentrificação, sua identidade e memória, sob uma perspectiva descolonial, ecossocial, de gênero e diversidade funcional, levando em consideração o momento crítico atual do colapso sócio-ecológico.

Rede Internacional de Escolas Criativas (RIEC). Rede formada por professores e profissionais da educação que trabalham para uma escola criativa e transformadora, demonstrando seu compromisso de participar, promover e disseminar as experiências das escolas criativas, bem como sua avaliação e reconhecimento.

Escolas Comunitárias Unidas (Ecu). Comunidades interessadas em transformar sua comunidade através da educação. Com base em um programa de Inovação e Melhoria, que visa eliminar os problemas tradicionais nas escolas rurais (absentismo escolar, falta de especialistas, suspensão de aulas, violência, falta de recursos …) e consegue colocar a comunidade como protagonista e trabalhar para melhorá-la. Maneira real e direta.

Centro de Estudos Olímpicos da Universidade Autônoma de Madri. O Centro está localizado no Departamento de Educação Física, Esportes e Motricidade Humana da Faculdade de Formação de Professores e Educação, e foi criado com o objetivo de promover, promover e desenvolver atividades no acordo e colaboração com o Comitê Olímpico Espanhol e o Academia Olímpica, envolvida na pesquisa e divulgação do Movimento Olímpico, os princípios filosóficos e humanísticos que compõem o espírito dos Jogos Olímpicos, bem como suas circunstâncias, evolução histórica e sociológica.

Escola de Arquitetura Educacional da UAM. Nascido para gerar treinamento quando solicitado, entendendo o campo latino-americano como um primeiro cenário de intervenção. Sua criação também se justifica consultando estudos de arquitetura que desejam abordar o campo educacional sob a perspectiva da reflexão pedagógica, oferecendo também a empresas e estudos do setor de construção sua colaboração em repensar espaços educacionais.

Consórcio para Educação Inclusiva (CEI). O CEI é um grupo de professores e professores de diferentes universidades espanholas, agrupados em torno do interesse comum de divulgar o trabalho dos professores Tony Booth e Mel Ainscow, conhecido como Índice de Inclusão. Além das tarefas de divulgação, o consórcio trabalha no amplo tema da educação inclusiva, desde treinamento, aconselhamento, pesquisa e transferência de conhecimento.

Rede de Pesquisa em Liderança e Melhoria da Educação (RILME). O RILME integra vários grupos de pesquisa de universidades espanholas que têm trabalhado em uma perspectiva confluente sobre Liderança e Melhoria Educacional. Foi criado em 2012 e atualmente é composto por sete grupos de pesquisa.

Rede Ibero-Americana de Pesquisa em Mudança e Eficácia Escolar (RINACE). A RINACE é uma rede profissional de pesquisadores comprometidos em alcançar níveis crescentes de qualidade e equidade nos sistemas educacionais da Ibero-América. Está organizado como uma rede de redes, de tal maneira que em cada país existe uma coordenação nacional. O RINACE colabora com a Cátedra e o serviço de publicações da Universidade Autônoma de Madri na preparação e publicação do International Journal of Education for Social Justice

Laboratório de Inovação Educacional (LabinE). É um grupo de professores comprometidos com a inovação como um mecanismo de mudança nas escolas e na sociedade. É uma ferramenta que pode servir como um instrumento de treinamento para professores, cujos membros geram uma rede de inovação para escolas – e professores – que realizam práticas inovadoras em suas salas de aula que estão revolucionando a educação. O Laboratório é um espaço colaborativo para professores que acreditam que a educação pode contribuir para tornar o mundo mais justo.

UNESCO Chair in Landscape, Cultural Heritage and Territorial Governance and the BENECON Research Center for Cultural Heritage, Ecology and Economy. É uma Cátedra dedicada à proteção do patrimônio cultural e natural. É formado por um consórcio de cinco universidades italianas: a Universidade Federico II de Nápoles, a Universidade da Campânia Luigi Vanvitelli, a Universidade a Distância Pegaso, a Universidade de Salerno e a Universidade de Sannio, que trabalham no âmbito dos programas da UNESCO e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030.

On Inclusión. É uma plataforma de apoio e divulgação para os professores que buscam implementar práticas inclusivas em seus ambientes de sala de aula em qualquer nível de ensino (da educação infantil ao ensino superior). É promovido pelo grupo de investigação da Faculdade de Formação e Educação de Professores (Grupo de Investigação em Educação Inclusiva e Diversidade) da Universidade Autónoma de Madrid.